loader

Tudo o que você precisa saber sobre o protocolo IPv6

Protocolo chega como alternativa mais acelerada com o esgotamento dos endereços IP atuais.

O protocolo IP é essencial, assim como diversos outros protocolos existentes. Ele é responsável pela comunicação na internet.

Existem duas versões relevantes do protocolo IP. São elas a IPv4 e a IPv6. A nº 4 foi oficializada há mais de 30 anos e permite uma combinação de mais de quatro bilhões de endereços únicos.

Com o advindo cada vez maior e a criação constante de sites, somente um novo formato proposta poderá garantir a latência e futuras demandas.

Conheça o IPv6

A proposta do IPv6, de 1998, ganha cada vez mais força em função do esgotamento de endereços IPv4. Confira as principais diferenças entre uma versão e outra:

Formato do endereço

Uma das alterações previstas entre uma e outra versão é o formato de endereços IP. Isso exige uma adaptação de toda indústria para suportá-lo.

Sua composição será de 128 bits que resultará em incríveis 340.282.366.920.938.000.000.000.000.000.000.000.000 endereços únicos de IP ao contrário do pouco mais de quatro bilhões de endereços.

Os endereços na quarta versão são representados por quatro blocos de 8 bits, totalizando 32 bits. Eles são representados através de números de 0 a 255, como “189.26.216.84′.

Já o formato de endereço em IPv6 terá uma sequência de caracteres hexadecimal separados por “:” (dois pontos). Vamos tomar o endereço como exemplo para entendimento do seu formato e possibilidades.

0201:0DB8:0000:25E2:0000:0000:F0CA:84C1

O endereço quando composto de números zero à esquerda de uma sequência pode ser ocultado. No exemplo anterior a primeira sequência poderia ser “201” ao contrário de “0201”.

Grupos de quatro algarismos zero podem ser representados por um único algarismo. Considerando o nosso exemplo poderíamos ter:

201:0DB8:0:25E2:0:0:F0CA:84C1 ao contrário de 0201:0DB8:0000:25E2:0000:0000:F0CA:84C1 – Uma sequência longa de zeros também poder ser substituídas. E nesse caso seria por “::”. Em nosso exemplo teríamos a seguinte composição.

201:0DB8:0:25E2::F0CA:84C1

Como um endereço em formato IPv6 será longo, essas substituições nos permitirá termos uma sequência menor. E como no início teremos vários casos com inúmeros zero, essas substituições serão de grande valia.

Tipos de endereço

No IPv6 há três tipos de endereço: Unicast, Multicast e Anycast. Isso permite uma distribuição otimizada de endereços para um acesso mais rápido em algumas situações.

Unicast

Indicado para redes ponto-a-ponto. O tipo Unicast identifica uma única interface para que os pacotes sejam enviados somente a essa interface.

Multicast

Indicado para comunicações de um-para-muitos. Esse tipo identifica um conjunto de interfaces e os pacotes de dados são entregues às todas interfaces associadas ao tipo de endereço Multicast.

Anycast

Também indicado para comunicações de um-para-muitos, apropriado para servidores de DNS. Endereços Anycast são semelhantes ao Multicast, a diferença é que o pacote de dados é entregue a interface mais próxima.

Segurança reforçada

Segurança é um item relevante que será consideravelmente melhorado com a adoção do IPv6.

A nova versão do protocolo manteve o IPSec (IP Security Protocol) que é uma extensão do protocolo IP voltado para segurança. No entanto, nesta versão temos os dados do pacote criptografados garantindo maior confidencialidade, autenticidade e integridade das informações trafegadas.

Entretanto, com uma grande capacidade de endereços únicos será possível uma associação mais específica do endereço IP em uso. Ao contrário do método atual que compartilha o mesmo endereço em várias situações.

De acordo com o Google, a adoção ao novo protocolo, tem a ver com a disponibilidade do novo protocolo entre seus usuários. Só assim teremos uma noção de crescimento do uso do IPv6 em relação ao acesso aos serviços do Google.

O Centro de Estudos e Pesquisas em Tecnologia de Redes e Operações disponibiliza o Validador IPv6 para analisar e informar sobre o suporte a nova versão do protocolo a um endereço web.

A plataforma da SaveinCloud já está preparada para suportar essa nova realidade. Clicando aqui, você tem acesso ao nosso suporte técnico que dará todo o apoio necessário na resolução de dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat